FANDOM


Annie Wilkes
Annie Wilkes.jpg
Informações de Fundo
Nome Completo: Anne Marie Wilkes Dugan
Outros Nomes: Annie, Senhora Dragão
Fraquezas:
Ocupação: Desconhecido (possivelmente enfermeira e agricultora)
Armas: Marreta (martelo), espingarda, pistola, faca, pé de cabra, entre outros.
Frase: Eu sou sua fã número 1
Características do Personagem
Poderes e Habilidades: Enfermagem
Tipo de Vilão: Torturadora
Diagnóstico/Saúde Mental: Transtorno de personalidade, Transtorno de personalidade esquizotípica, Transtorno obsessivo-compulsivo, depressão e transtorno bipolar
Características Notáveis: Louca, obsessiva, compulsiva, irritada, etc.
Passatempos: Amar todos os romances de Paul Sheldon
Objetivo: Forçar Paul Sheldon a reviver a personagem Misery Chastain em sua série de romances antes de matá-lo e, em seguida, ela mesma.
Informações Gerais
Primeira Aparição: Angústia (livro)
Última Aparição: Louca obsessão
Criado por: Stephen King
Interpretado por: Kathy Bates
Dublador:
Esta página é permanentemente protegida.
Annie Wilkes é a principal antagonista do filme Louca obsessão e do livro Angústia de Stephen King. É interpretada por Kathy Bates no filme, na qual ganhou o óscar por sua atuação.

O Instituto Americano do Cinema incluiu Wilkes (a interpretada por Bates) em sua lista de "100 Heróis e Vilões", posicionando-a em 17° lugar. Seu nome completo é Anne Marie Wilkes Dugan.

Biografia

Inicio da Vida

Annie Wilkes nasceu em Bakersfield, Califórnia em 1 de Abril de 1943 e se formou na Universidade do Sul da Califórnia na escola de enfermagem em 1966. Depois de vários anos trabalhando em hospitais de todo o país, ela se estabeleceu em uma parte remota do Colorado.

Salvando Paul Sheldon

Eu sou sua fã número 1.
—Annie para Paul

Quando Annie vê Paul com seu carro capotado (em causa da tempestade de neve), ela pega um pé de cabra e abre a porta da frente do carro, logo em seguida ela faz uma Respiração boca-a-boca para reanimá-lo, ao vê-lo já consciente, ela o arrasta até a sua casa.

Em torno a isso, Annie começa a cuidar de seu ídolo Paul Sheldon, que está gravemente ferido, com o braço e o ombro deslocado e as duas pernas quebradas.

Os dias se passam e Annie dá comprimido há Paul para amenizar a dor, e sempre fala que é uma honra a ela estar cuidando de Paul, ela ainda revela que estava seguindo ele, por isso conseguiu chegar a tempo ao carro e salva-lo.

Paul pergunta a Annie se ela pode ligar a filha dele e sua editora, para avisar que ele estava bem, no entanto, Annie fala que as linhas estão congestionadas por causa da tempestade de neve, e também que, por causa da neve, ela não pode ir para o hospital com ele.

No entanto, a tempestade de neve em Silver Creek (lugar em que os dois estão) acabou há alguns dias, fazendo com que Paul esteja inquieto sobre o assunto. Annie, quando salvou Paul, viu o manuscrito do último livro dele, que ela tinha pegado dos escombros, e pergunta a Paul se ela pode lê-lo.

Paul concorda em deixar Annie ler o livro, mas fica em dúvida do que pode acontecer com Annie ao saber que, no final do livro, a Misery (personagem principal) irá morrer, e assim acha que Annie pode ficar irritada com isso, por isso ele não fala do que se trata o livro a ela.

Annie criticando Paul

Aqui está o cheque sua imbecil! VÊ SE ME DÁ LOGO O MALDITO DINHEIRO!
—Annie ironizando a Paul sobre os palavrões do livro

Algum tempo depois, Paul começa a melhorar um pouco de seus ferimentos, e Annie faz uma sopa para ajudá-lo, enquanto dá a sopa na boca de Paul, ela diz a ele que apesar de ler apenas as 40 primeiras páginas do livro ela acha que há um erro, mas antes de terminar a frase ela para, Paul fala que não há problema em criticá-lo, e pede para ela continuar.

Ela diz que são os palavrões, e Paul fala que os palavrões são comuns em pobres (pois o livro retrata a miséria) e fala que como já foi pobre ele também já falou palavrão. Annie, irritada, diz que é mentira, e que apesar dela ser pobre ela nunca falou palavrão para as pessoas que encontra, dizendo uma frase como exemplo: "Wally! Me dê um pacote da porcaria da comida pra porco e quatro quilos dessa droga de milho pra vaca!"

Annie Wilkes (1).png

Annie brava com Paul por ela mesma ter derrubado a sopa.

Enquanto gritava com Paul, que estava assustado, ela acidentalmente derruba um pouco da sopa na cama, e com isso reclama que foi Paul que fez ela fazer isso. Ele fica quieto e Annie volta a si, e percebe o que aconteceu, ela pede desculpas a ele e diz que ficou um pouco "empolgada". Paul, que estava assustado, fala para ela que estava tudo bem, Annie então diz a ele que o ama, e depois ela fala que queria dizer que ama a mente dele e sua criatividade, para que ele não a achasse estranha.

Paul finge estar alegre e Annie se retira do quarto, o deixando desconfiado. Enquanto isso, um xerife chamado Buster, que está procurando Paul por pensar que ele está desaparecido, passa perto de Annie, ela não o pede ajuda, o que se faz pensar que Annie quer que Paul seja seu "prisioneiro". Annie então compra uma cópia do último livro publicado por Paul e continua a ler, já estando na página 75 ela diz a Paul que está "perfeito", o que o deixa feliz.

Já sabendo que as ruas não estão mais com neve pois Annie conseguiu comprar o livro na cidade, Paul pergunta a ela sobre o que está havendo lá fora, ela fala que a rua para a cidade não está com neve mais as outras que interligam os hospitais estão com uma densa camada de gelo, e diz que os telefones estão funcionando e já ligou para a editora de Paul que diz Annie também já ligou para a filha de Paul. No entanto o telefone de Annie ainda não está funcionando, o que faz com que Paul pense que Annie está mentindo.

A história de Annie Wilkes

Annie e Misery (porca).png

Annie e sua porca Misery.

Um dia se passa e Paul vê a porta se abrindo, ele fica um tanto assustado ao achar que Annie irá entrar no quarto, mas logo percebe que é uma porca entrando. Logo chega Annie falando que os dois deviam se conhecer, ela fala que a porca se chama Misery como forma de homenagear a personagem (humana) principal dos livros de Paul. O que deixa ele bravo, pois Annie comparou a Misery humana com uma porca. Annie diz que Misery (a porca) a deixa muito feliz como os outros animais que ela tem.

Mas fala que ela é a favorita, ao sair, Annie faz barulhos de porcos deixando Paul envergonhado por ela. Um tempo se passa e Annie começa a falar sobre seu passado para Paul, que está urinando em um recipiente debaixo da coberta, virada para janela, Annie fala que seu marido a deixou e ela podia ficar louca com o acontecido. Ela fala que para esquecer a dor ela começou a trabalhar mais, e com isso ela encontrou os livros da Misery, ela diz que pela primeira vez ficou feliz durante este período.

Após terminar de urinar, Paul entrega o recipiente para Annie, que quando segura fala que para se casar novamente ela tem que encontrar um homem muito especial, chacoalhando o recipiente enquanto fala na direção de Paul, depois ela fala que deve parar de falar e terminar o livro, pois quer saber o que acontece no final, e Paul olha entristecido pois sabe que Misery irá morrer.

Annie Wilkes (2).png

Annie gritando com Paul por ele ter matado a Misery.

Foi você... FOI VOCÊ! VOCÊ MATOU A MINHA MISERY!
—Annie prestes a matar Paul por culpa de Misery

Naquela noite, Annie descobre que Misery morre, e vai no quarto de Paul que acorda e tenta explicar a Annie porque matou Misery. Ela fica louca e começa a machucá-lo, ele tenta acalmá-la mas Annie não dá ouvidos, e pega a madeira de apoio que servia de suporte para um vaso de plantas para jogar em Paul. Prestes a arremessar, Annie joga o suporte de encontro a parede, e diz que não chegará mais perto de Paul.

Ela revela que nunca ligou para ninguém, e nenhuma pessoa irá procurá-lo, e fala que se alguma coisa acontecer com ela, se ela morrer, Paul também morrerá. Logo depois ela sai de sua casa.

O retorno de Misery

Ao voltar pela manhã, ela vê Paul caído ao chão e o levanta para cama, ela fala que tem uma surpresa para ele, mas ele tem que fazer uma coisa para ela primeiro. Ela sai e volta com uma churrasqueira móvel, óleo e o manuscrito do último livro dele junto com fósforo. Annie fala que Deus enviou Paul para ela para que Annie o enviasse ao caminho certo, e fala que Paul deve se livrar de sua "imundice" (o seu manuscrito).

Logo em seguida Annie leva um fósforo até ele, Paul compreende o que ela quer, e mente, dizendo que mesmo queimando o último manuscrito de mais de 300 páginas, nada irá ocorrer, pois tem muitas outras cópias na editora dele.

Annie, por ser a fã número 1 de Paul, sabe que ele está mentido pois já sabia que ele nunca faz cópia de seus livros. Paul recusa a fazer isso por que é o único manuscrito que ele tem, Annie, enquanto tenta convencê-lo, fica sacudindo sua mão enquanto fala, jogando propositalmente óleo na cama de Paul, sabendo do que se referia, ele acende o fósforo e joga na churrasqueira, e todo o livro dele entra em chamas, Annie, ao ver a cena totalmente alegre, sai do quarto feliz, enquanto Paul olha entristecido para seu único livro de mais de 300 páginas pegando fogo.

Em seguida ela pega o óleo que estava sob a churrasqueira e a própria churrasqueira e leva para o porão. Outro dia se passa, e Annie coloca Paul em uma cadeira de rodas para entregá-lo a surpresa, a primeira é um barbeador para que Paul se barbeei sem a ajuda de Annie, e a outra, que é a "grande surpresa", era um novo escritório, Annie explica que esse escritório é para Paul continuar a trabalhar, ou seja, já que ele queimou o seu livro, deve fazer outro para "corrigir" o seu erro de matar a Misery.

Eu vou comprar a porcaria do seu papel... mas é melhor começar a demostrar um pouco de gratidão por aqui meu caro!
—Annie gritando com Paul, e logo em seguida arremessando um livro de 300 folhas em branco nele.

Annie pega uma máquina de datilografar para Paul para ele começar a escrever, Paul fala que não sabe ao certo por onde começar e o que fazer, e Annie fala que o livro pode ser em sua homenagem. Tentando fazer com que Annie saia de sua casa para ele possa escapar, Paul fala que o papel que ela comprou não é o certo e que pode borrar, Annie observa e percebe que o papel borra mesmo, desconfiada vai em direção a saída, e em seguida pergunta se a "autoridade" deseja mais alguma coisa.

Annie Wilkes (3).png

Annie irritada com Paul, antes de jogar nele um livro de 300 páginas em branco

Paul afirma que apenas os papéis novos que Annie pode comprar para ele, e Annie, ridicularizando ainda mais a situação, pergunta se ele não quer a loja inteira. Paul logo pergunta qual é o problema, e Annie diz "Qual é o problema?! Eu vou lhe dizer qual é o problema! Eu faço o que posso por você... eu faço tudo pra tentar fazê-lo feliz! Eu alimento você, eu limpo você, eu visto você. E o que eu recebo como agradecimento?! VOCÊ COMPRA O PAPEL ERRADO ANNIE! EU NÃO POSSO ESCREVER NESSE PAPEL ANNIE!"

E já terminando a discussão, Annie arremessa um livro de 300 páginas em branco nas pernas quebradas e machucadas de Paul, que o deixa com mais dor. E logo sai com seu carro para cidade comprar as folhas que Paul pediu. Quando Annie volta, vê Paul suando e pálido, sem suspeitar que ele tinha saído do quarto e prestes a ir embora (se arrastando), ela pergunta o que ele andou fazendo e ele fala, para disfarçar, que estava com dor e precisava de um comprimido, Annie pega o comprimido e dá para Paul, e em seguida o deixa na cama.

Annie fala que não é muito "popular" por seu temperamento, e Paul fala que qualquer um pode perder a calma, ela, depois, entrega a ele um bloco de notas para que se ele tivesse alguma ideia sobre o que escrever já poderia anotar, e quando ela sai do quarto, manda um beijo para ele.

O Homem Foguete

Enquanto estava escrevendo o começo do livro, Annie lê algumas das folhas e fala que está tudo errado, e afirma a Paul que ele deve jogar tudo no lixo e recomeçar novamente, Paul fala que ela está precipitada, Annie então diz que não é justo, ela fala que enquanto morava em Bakersfield, na Califórnia, o que ela mais gostava de fazer era ir ao cinema assistir os filmes em partes, Paul a corrige, falando que o nome era Suspense.

Annie Wilkes (4).png

"Todas as crianças comemoraram... mas eu não!"

Annie grita com Paul falando que já sabia o que era, e diz que não é burra, brevemente ela fala (como uma forma de exemplo) que o preferido dela era o "Homem Foguete", ela fala o que ocorre em um dos episódios que ela mais gostou: o bandido colocou o Homem Foguete num carro numa estrada na montanha, acertou ele com um soco, trancou as portas do carro e quebrou o freio levando o Homem Foguete á morte, ele acorda e tenta sair, mas o carro cai do penhasco antes que ele pudesse escapar, e o carro bate e pega fogo.

Annie revela que começou a ficar nervosa e excitada, e fala que na semana seguinte ela era a primeira da fila, quando o episódio recomeçou com o final da semana passada, o carro estava prestes a cair do penhasco, e antes que explodisse o Homem Foguete pula. Ela fala que apesar de todos estarem comemorando ela estava revoltada. Ela fala que se levantou e começou a gritar; ela fala que não foi isso que aconteceu na semana passada, e todos estavam com amnésia, já terminando de falar, ela diz que tudo isso não era justo.

Eles nos enganaram! Isso não é justo!! ELE NÃO TINHA SAÍDO DAQUELE... MALDITO... CARRO!!!
—Annie falando que no final do episódio passado, o Homem Foguete não tinha saído do carro antes que explodisse, mas logo na semana seguinte, ele consegue sair.

Paul fala que isso era comum nos seriados, e Annie fala que com ele não, ela diz que no último livro, Misery foi enterrada, e é daí que Paul deve começar. Alguns dias se passam e Annie começa a ler o inicio do livro que Paul editou.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória